Mais de 21 milhões, é o número esperado para veículos elétricos em todo o mundo até 2030

Mais 21 milhões de veículos elétricos os famosos (EVs) estarão em circulação globalmente ao longo da próxima década, de acordo com uma nova análise da Deloitte.

Segundo a pesquisa elaborada,  mostra o ritmo de adoção dos veículos elétricos em  demanda global, passando de dois milhões de unidades vendidas em 2018, e o provável aumento para quatro milhões de unidades  em 2020, 12 milhões em 2025, antes de subir para 21 milhões em 2030. Até 2030, os Battery Electric Vehicles (BEVs) superará significativamente o resto do mercado de EV, representando 70% do total de vendas de veículos elétricos os EVs.

A análise da Deloitte aponta dois fatores importantes para essa aceleração de compras  a até a crescente demanda dos consumidores por veículos mais ecológicos, juntamente com políticas governamentais que oferecem incentivos financeiros ao mesmo tempo em que restringem as cidades para veículos convencionais a gasolina e diesel.

Carros Eletricos
21 milhões vendidos em todo mundo é projeção

Embora os custos iniciais de compra para veículos elétricos  permaneçam como a maior barreira para os consumidores, a pesquisa revela como, à medida que a tecnologia melhora, essa e outras preocupações dos consumidores irão gradualmente diminuir com o tempo. A Deloitte prevê que, até 2024, o custo de possuir um Veículo Elétrico será equivalente ao de um veículo a gasolina ou a diesel, o que poderá impulsionar ainda mais a demanda e popularizar as vendas

Michael Woodward, parceiro automotivo do Reino Unido da Deloitte, disse:

“Em 2018, vimos as vendas globais de Veículos Elétricos  ultrapassarem dois milhões de unidades pela primeira vez; duas vezes as vendidas em 2017. No Reino Unido, o custo da propriedade de veículos a gasolina e diesel convergirá com o elétrico nos próximos cinco anos. Apoiado por subsídios governamentais existentes e avanços tecnológicos, este ponto de inflexão poderia ser alcançado em 2021. A partir deste ponto, o custo não será mais uma barreira para a compra, e possuir um EV se tornará uma opção viável e realista para novos compradores ”.

A demanda do consumidor está por trás do fornecimento de VEs

A crescente demanda por veículos mais ecológicos fez com que a maioria dos OEMs anunciasse suas ambições no mercado de veículos elétricos e o surgimento de novos participantes no mercado automotivo. No entanto, a pesquisa da Deloitte sugere que o número de fabricantes é insustentável ainda.

Woodward continua:

“Embora haja uma tendência distinta no mercado de EV, a história não é clara. À medida que os fabricantes aumentam sua capacidade, nossas projeções sugerem que a oferta superará amplamente a demanda do consumidor em aproximadamente 14 milhões de unidades na próxima década. Esta preparação da produção de veículos elétricos está gerando uma ampla “lacuna de expectativas” e os fabricantes, tanto os que estão em posição de operar como os novos participantes, precisarão se adaptar a esse novo cenário competitivo no setor automobilístico .

Apesar de o primeiro carro elétrico do mundo ter sido inventado ainda no século XIX, atualmente, ele tem uma estrutura totalmente diferente de um carro com motor a combustão. Isso pode incluir um conjunto de quatro motores, um para cada roda, e um enorme pacote de baterias debaixo do assoalho. O que ainda deixa muito consumidor, principalmente em nosso mercado nacional,onde os veículos elétricos ainda não se pode considerar como uma alternativa inviável, já que as altas taxas de impostos não favorecem o elétricos, a a combustão  ou  importados. Mas não custa torcer para que a pesquisa esteja no caminho certo.

E quem sabe será comum ver carros elétricos no brasil, circulando por nossas ruas.

E você o que pensa em relação a essas questões? são animadoras ? deixe sua opinião nos comentários.

Compartilhe

1 COMMENT

  1. […] Mais 21 milhões de veículos elétricos os famosos (EVs) estarão em circulação globalmente ao longo da próxima década, de acordo com uma nova análise da Deloitte. Segundo a pesquisa elaborada,  mostra o ritmo de adoção dos veículos elétricos em  demanda global, passando de dois milhões de unidades vendidas em 2018, e o provável aumento para quatro milhões de unidades  em 2020, 12 milhões em 2025, antes de subir para 21 milhões em 2030. Para acessar a matéria completa, clique aqui. […]

DEIXE O SEU COMENTÁRIO