Citroën apresenta Ami One, carro elétrico que não precisa de habilitação para dirigir

A Citroën apresentou nessa semana o Ami One, um dos seus principais lançamentos que terão destaque no vindouro Salão de Genebra, em março desse ano.

O carro se destaca por ser uma resposta da Citroën aos problemas de mobilidade urbana atuais, é totalmente elétrico e não requer habilitação para ser dirigido em alguns países.

Parece incrível? Então continue lendo para saber mais!

O que é o Ami One, carro 100% elétrico da Citroën

O Ami One é o novo projeto da Citroën e que será mostrado ao público em março, no Salão de Genebra. O veículo se destaca por ser muito pequeno: tem apenas 2,5 metros de comprimento, com 1,5 de altura e de largura, pesando somente 425 quilos.

Sua velocidade máxima é de 45 quilômetros por hora, alimentada por uma bateria de íons de lítio que leva duas horas para ser carregada (tanto em uma estação pública, tomada normal ou tomada especial). O seu alcance é limitado: 100 quilômetros por carga.

O Ami One é uma espécie de um tipo diferente de carro. Sua principal utilidade, segundo a Citroën, é ser compartilhado por curtos ou médios períodos de tempo, em aplicativos de compartilhamento de carros. Basicamente, você alugaria o carro com alguém para usar por alguns dias ou semanas (ou, como diz a Citroën, “por cinco minutos, cinco horas, cinco dias, cinco meses ou cinco anos”). Você também teria a oportunidade de comprar o carro com um pagamento mensal, que incluiria a manutenção da bateria e o estacionamento do veículo.

O carro é muito excêntrico em termos de design. A porta do motorista, por exemplo, é articulada na traseira, enquanto a do passageiro é articulada na frente. Na prática, o movimento para abrir uma porta é diferente do para abrir a outra..

Para abrir as portas, aliás, você teria de usar o seu smartphone para escanear um código de validação. Se você ficar sem bateria no meio do dia, pode ficar sem carro, o que seria um problema sério.

De acordo com a Citroën, por causa da baixa velocidade máxima do veículo, adultos com mais de 16 anos não precisarão de habilitação para conduzir o carro em certos países, embora ainda não esteja claro em qual país isso seria realidade (e, principalmente, se as leis não seriam mudadas por causa do veículo).

Como a empresa apenas apresentará o Ami One em março no Salão de Genebra, ainda se sabe muito pouco sobre o veículo, exceto que ele parece muito os MINI na Europa e os Smart Cars que você provavelmente já viu pela rua em algum lugar.

Considerando a sua utilidade, é provável que o lançamento do Ami One no mercado esteja atrelado a algum projeto de compartilhamento de veículos com alguma parceria com algum aplicativo nesse sentido, como Uber por exemplo. Mas ainda é cedo para dizer e, com certeza, teremos mais informações sobre esse projeto em março.

E aí, o que você achou do Ami One? Acha que é uma boa ideia da Citroën para diminuir o número de carros nas cidades ou uma iniciativa inútil? Deixe um comentário com a sua opinião abaixo!

Compartilhe

DEIXE O SEU COMENTÁRIO