Entenda como funciona a Tabela FIPE

Você vai comprar um carro e falam dela. Você vai vender um carro e falam dela. Você vai contratar um seguro e falam dela. Mas afinal, você sabe como funciona a Tabela FIPE?

Ela é desenvolvida pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (daí o termo FIPE) e é muito importante para quem vai comprar ou vender carros novos ou usados.

Se você está em uma situação assim, siga lendo para saber mais sobre o assunto!

O que é e como é formada a Tabela FIPE?

A Tabela FIPE é montada, todos os meses, pela já citada Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas.

A intenção é criar um índice que defina os parâmetros de negociação de automóveis e apólices de seguro no país inteiro.

A ideia é informar se o preço de um carro em uma negociação está acima ou abaixo da média nacional para esse modelo.

Além disso, a Tabela FIPE serve de parâmetro para o cálculo do valor de seguros no Brasil inteiro.

Ela é formada todos os meses com o trabalho de 40 profissionais da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, que monitoram o preço dos carros vendidos no Brasil em 24 estados da nossa federação.

Com os dados levantados, eles descartam valores que são tidos como absurdos (muito altos ou muito baixos), além de descartar os preços de automóveis que foram modificados, e estabelecem uma média do valor desses veículos.

Além de carros, a Tabela FIPE compreende também motos e caminhões, mas exclui veículos corporativos.

Qual o uso prático da Tabela FIPE no dia a dia?

A Tabela FIPE é muito usada no dia a dia e afeta a sua rotina, como proprietário de um veículo, de maneiras que você nem desconfia.

Em primeiro lugar, nenhuma concessionária, revendedora ou loja é obrigada a seguir a Tabela FIPE nos seus produtos.

Se quiser, o vendedor pode colocar um preço 10%, 15% ou até 50% maior ou menor do que o determinado pela Tabela FIPE.

É importante entender isso: a tabela não dita o preço. Pelo contrário: a média dos preços no Brasil que ditam a tabela.

Porém, ela dita outras coisas.

Por exemplo, os Estados brasileiros usam a Tabela FIPE para calcular o IPVA dos carros. Portanto, ela afeta o valor que você paga de imposto para circular com o seu carro todos os dias.

Outro uso da tabela é na comercialização de carros usados ou seminovos. Ela é usada para guiar essas negociações de maneira justa, sem prejudicar nem o vendedor e nem o comprador.

Como usar a Tabela FIPE no dia a dia?

Você pode estar se perguntando: “tudo isso é muito legal, mas como EU uso a Tabela FIPE no meu dia a dia?”.

Claro, ela afeta o valor de imposto ou de compra e venda de carros usados, mas como usá-la propriamente?

Isso é muito fácil: basta entrar no site da Tabela FIPE e buscar pelo modelo de automóvel que você quer consultar.

Por exemplo, um Onix Hatch Activ 1.4 zero quilômetro tem o valor de R$ 64.496 marcado na Tabela FIPE. Chegamos a esse montante com apenas 3 cliques no site oficial da tabela.

Muito fácil, não é mesmo?

E aí, agora que você já conhece mais sobre a Tabela FIPE e sabe como usá-la, já está munido para entrar no mercado de usados e seminovos, além de entender mais sobre esse importante índice nacional. Comente abaixo se você já sabia dessas informações!

Compartilhe

DEIXE O SEU COMENTÁRIO