Ferrari SF90: conheça a Ferrari de 1000 cavalos de potência

Nós já tínhamos avisado antes que a Ferrari anunciaria um novo carro no fim de maio, um veículo com 1000 cavalos de potência. E ele finalmente chegou: é o Ferrari SF90.

O automóvel foi apresentado pela montadora italiana na sua sede na Itália e promete estabelecer tendências para o futuro dos superesportivos.

Quer saber mais sobre o carrão? Continue lendo!

Como é a Ferrari SF90?

Um dos principais pontos da Ferrari SF90, seja do ponto de vista de marketing ou de desempenho, é que o carro é o primeiro “verdadeiro” híbrido da marca italiana.

Tecnicamente, a LaFerrari já era um carro híbrido, mas ela não usava o motor elétrico para ter mais potência na aceleração, além de ser um carro de versão limitada.

A Ferrari SF90, por sua vez, é um modelo de produção em série e pode até mesmo rodar totalmente no modo elétrico se o motorista assim o desejar.

Por falar no motor, vamos logo ao mais suculento dessa nova Ferrari: o seu desempenho.

São 4 motores no veículo (isso mesmo, 4!). Um deles é a combustão, o famoso 3.9 V8 biturbo que foi usado na F8 Tributo. A diferença é que ele foi customizado e recalibrado para ter mais potência aqui na Ferrari SF90: chegando a 780 cavalos de potência (contra os 720 cavalos da F8 Tributo).

Para chegar aos 1000 cavalos, o carro emprega mais 3 motores elétricos que, somados, geram 220 cavalos de potência. Quando os quatro propulsores atuam em conjunto, o carro chega a 1000 cavalos de potência.

Um desses motores elétricos tem uma capacidade de recuperar a energia cinética (como frenagens, por exemplo) para ser reutilizada nas acelerações.

Esse motor fica no eixo traseiro junto com o motor a combustão. Já no eixo dianteiro estão os outros dois motores elétricos, que são utilizados caso o motorista queira conduzir no modo 100% elétrico.

Nesse caso, o carro anda com velocidade entre 25 e 135 quilômetros por hora. Tanta potência assim aparece no desempenho do veículo. A Ferrari SF90 (que, vamos lembrar, tem a mesma potência que um carro de Fórmula 1), faz de 0 a 100 quilômetros por hora em apenas 2,5 segundos e atinge a velocidade máxima de 240 quilômetros por hora.

Além do modo 100% elétrico, a Ferrari SF90 conta com um modo de condução chamado Hybrid, que liga todos os motores em busca do máximo de eficiência. Esse modo alterna o uso do motor V8 dependendo da ocasião para buscar a melhor performance com o máximo de eficiência energética.

No modo Performance, o V8 está sempre ligado para ajudar a carregar as baterias e, quando possível, o carro usa força elétrica para aumentar o poder.

Por fim, existe o modo Qualify, que usa os 4 motores constantemente, para obter os 1000 cavalos de potência.

Para completar, o carro ganhou algumas tecnologias incríveis, como um sistema de estabilidade chamado eSSC, que distribui o torque para as rodas de maneira customizada para melhorar a estabilidade do veículo.

Além disso, o freio é especial e regenera a energia gasta para as frenagens.

Como deu para ver, a Ferrari SF90 celebra os 90 anos da Ferrari relembrando que a marca italiana tem uma história enorme no mundo das corridas e da potência. E aí, o que achou do carro? Comente abaixo!

Compartilhe

DEIXE O SEU COMENTÁRIO