Ford anuncia fechamento de planta no ABC

Nessa semana, a Ford fez um anuncio surpreendente e negativo para o Brasil: vai fechar a sua fábrica localizada em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista.

A notícia pegou muita gente desprevenida, especialmente os funcionários do lugar. Ainda não se sabe se há algum plano para que os recursos humanos e físicos do local sejam aproveitados por outra empresa. Saiba mais a seguir!

Qual fábrica será fechada pela Ford?

De acordo com o anúncio da empresa, a fábrica que será fechada é a planta localizada em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, região metropolitana de São Paulo.

No momento, a planta tem uma linha de montagem intensa: ela produz caminhões da Ford, como o F-4000 e o F-350, além da linha Cargo e das unidades do New Fiesta.

A fábrica em São Bernardo era popularmente (e carinhosamente) conhecida como Taboão e é uma instalação que vem de muito tempo. Na verdade, ela era da antiga Willys Overland e passou para a Ford quando a empresa americana adquiriu a Willys Overland em 1967 (a unidade de motores da Ford em Taubaté é do mesmo negócio).

Atualmente, a Ford emprega cerca de 2.800 funcionários nessa fábrica do ABC e o foco era realmente o mercado de caminhões. Segundo Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul, a empresa está “comprometida com a América do Sul por meio da construção de um negócio rentável e sustentável, fortalecendo a oferta de produtos, criando experiências positivas para nossos consumidores e atuando com um modelo de negócios mais ágil, compacto e eficiente”.

O presidente da Ford Brasil disse que a empresa está ciente do impacto negativo sobre os funcionários de São Bernardo, mas que trabalha em conjunto com parceiros para os “próximos passos”, seja lá o que isso signifique.  Ele também disse que a empresa continuará com apoio “integral aos consumidores em relação a garantias, assistência técnica e peças”.

Por que a Ford fechou essa fábrica?

Segundo a empresa, o fechamento da fábrica em São Bernardo do Campo se deve a reestruturação global da empresa. A ideia é reduzir os $11 bilhões de dólares dos seus custos globais. Por causa disso, a empresa perderá 20% da sua mão de obra e estrutura na América do Sul.

Em compensação, a ideia é a aumentar a sua oferta de veículos com boas vendas, como as picapes e utilitários esportivos.

Por causa desse fechamento, a Ford terá de pagar cerca de $460 milhões de dólares. Cerca de $100 milhões serão para amortizar ativos e depreciação de bens, enquanto o resto irá para indenizações aos funcionários, concessionários e fornecedores.

No momento, os funcionários da Ford fazem greve para protestar contra o fechamento, mas não parece haver muita esperança para que a fábrica se mantenha aberta. A única expectativa é que alguma outra marca assuma a fábrica para suas operações, o que não parece muito provável no momento.

E aí, o que achou da notícia do fechamento da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo? Deixe o seu comentário sobre esse evento abaixo!

Compartilhe

DEIXE O SEU COMENTÁRIO