Ford Ranger 2017: preço, versões e itens de série

A Ford Ranger 2017 foi finalmente apresentada por completo, já que as primeiras prévias traziam apenas a versão top de linha da picape. As novidades já podem ser encontradas na configuração de entrada, a XLS, que chega dotada de motor 2.5L Flex e transmissão manual de cinco marchas. Além disso, o modelo norte-americano ainda conta com outras boas notícias, já que a montadora vislumbra melhores resultados para o carro.

No visual, a nova Ranger está com uma cara mais agressiva, já que a dianteira abandonou o design mais “bonzinho” e adotou uma pegada mais robusta e intimidadora. As “narinas” abertas nas laterais da grade frontal são as grandes responsáveis pela “fisionomia fechada” da picape da Ford. Além disso, o capô recebeu molas à gás para a sua sustentação e os faróis estão mais sofisticados, já que ganharam projetores. Na traseira, a falta de mudanças dão a impressão de que se trata do modelo antigo.

A dianteira da Ford Ranger 2017 está mais agressiva.
A dianteira da Ford Ranger 2017 está mais agressiva. (Foto: Divulgação)

Interior

Internamente, o painel é o mesmo do Fusion, já que o grande objetivo da Ford é colocar a Ranger 2017 em condições suficientes de bater de frente com a Toyota Hilux, picape essa que é dotada de painel do Corolla. Para encorpar ainda mais a parte interna do modelo norte-americano, a montadora adicionou novos itens de segurança e também equipamentos tecnológicos.

Interior de alto nível da Ford Ranger 2017.
Interior de alto nível da Ford Ranger 2017. (Foto: Divulgação)

Motorização

Na parte Flex, o motor é o Duratec 2.5L Flex capaz de fornecer 173 cv de potência e 24,5 Kgfm quando abastecido com etanol e 168 cavalos de potência e 23,8 Kgfm quando a gasolina é o combustível usado. Além disso, o bloco ainda conta com o sistema eletrônico de partida Ford Easy Start, aquele que dispensa o uso de tanquinho. Movidos a diesel, estão os propulsores 2.2L de 160 cv e 38,7 Kgfm com transmissão manual de seis velocidades e 3.2L TDCi de cinco cilindros e 200 cv e 47 Kgfm com câmbio automático de seis marchas.

A motorização da Ford Ranger 2017 continua com bons níveis de desempenho.
A motorização da Ford Ranger 2017 continua com bons níveis de desempenho. (Foto: Divulgação)

Versões e itens de série

Ford Ranger 2017 XLS 2.5 Flex e 2.2 Diesel

De fábrica, a versão conta com sistema de som SYNC com tela colorida de 4,2 polegadas no painel, Bleutooth, entrada iPod/USB e CD/MP3 Player, Advance Trac (controle adaptativo de carga, controle eletrônico anticapotamentto, assistente de partida em rampa, controles eletrônicos de estabilidade e estabilidade), travamento automático das portas, desembaçador do vidro traseiro, limitador de velocidade, sistema Isofix, freios ABS com EBD, cinto de segurança com três pontos para cinco ocupantes, sete airbags (joelho para motorista, aviso do nível do tanque do lavador do para-brisa, iluminação na caçamba, três pontos de força 12V, porta-objetos sob o banco traseiro, console de teto com porta-óculos, console central com porta-objetos e descansa-braço, apoios de cabeça com regulagem de altura, volante com ajuste de altura, ajuste de lombar e altura do banco do motorista, chave canivete com controle remoto, piloto automático, computador de bordo, faróis de neblina, rodas de liga leve aro 17 com pneus 265/65 (All Season na versão Flex e All Terrain na configuração diesel), ar condicionado, travas e retrovisores elétricos e direção elétrica.

Ford Ranger 2017 XLT 2.5 Flex e 3.2 Diesel

Conta com os itens já citados e adiciona fechamento e abertura global dos vidros e portas, faróis com projetores, retrovisores com rebatimento e pisca elétrico, farpois com ajuste de altura, descansa-braço central integrado ao banco traseiro, console central com compartimento climatizado, painel de instrumentos com duas telas de 4 polegadas configuráveis por comandos no volante, sistema SYNC com tela “sensível ao toque” de 8 polegadas, comandos de voz para climatização, navegação, telefone e áudio, leitor de cartão de memória, duas entradas USB, câmera de ré e navegação, chave programável MyKey, monitoramento de pressão dos pneus, sensor de estacionamento traseiro, volante e bancos revestidos em couro, ar condiconado automático e digital dual zone, acabamentos cromados (capas dos para-choque traseiro, maçanetas e retrovisores, grade do para-lama, grade do para-lama e grade do radiador), santantônio tubular e estribos laterais.

Confira os outros super lançamentos da Ford

Ford Ranger 2017 Limited 3.2 Diesel

A versão top de linha engloba todos os itens de série das versões anterior e ainda inclui luz de rodagem diurna, sensor de estacionamento dianteiro, retrovisores com luz de aproximação, rebatimento e piscas, espelho retrovisor interno eletrocrômico, ajuste elétrico do banco do motorista em oito posições, protetor de caçamba e capota marítima, bagageiro de teto, rodas aro 18 com pneus 265/60 All Season, santantônio exclusivo na cor do veículo, sistema de personalização da luz ambiente em sete cores, farol alto automático, acendimento automático dos faróis, sistema de permanência em faixa, alerta de colisão e piloto automático adaptativo.

A traseira da Ford Ranger 2017  não foi modificada e é quase idêntica a do modelo anterior.
A traseira da Ford Ranger 2017 não foi modificada e é quase idêntica a do modelo anterior. (Foto: Divulgação)

Preço

Nova Ranger 2.5 Flex XLS MT 4×2 – R$ 99.500

Nova Ranger 2.5 Flex XLT MT 4×2 – 109.500

Nova Ranger 2.2 Diesel XLS MT 4×4 – R$ 129.900

Nova Ranger 2.2 Diesel XLS AT 4×4 – R$ 142.900

Nova Ranger 3.2 Diesel XLT AT 4×4 – R$ 166.900

Nova Ranger 3.2 Diesel Limited AT 4×4 – R$ 179.900

Os itens de série da Ford Ranger 2017 englobam muitos equipamentos tecnológicos e também de segurança.
Os itens de série da Ford Ranger 2017 englobam muitos equipamentos tecnológicos e também de segurança. (Foto: Divulgação)

Garantia

Sobre a garantia, a boa notícia é de que a mesma foi ampliada para cinco anos sem limite de quilometragem para pessoas físicas. O plano de manutenção possui preço fixo e estabelece uma revisão a cada 10 mil km ou então 12 meses, durante os três primeiros anos de uso da Ford Ranger 2017.

Compartilhe

DEIXE O SEU COMENTÁRIO