Gaia Eletric: startup brasileira anuncia carro elétrico por R$ 60 mil

Um dos problemas que dificultam a popularizam dos carros elétricos no Brasil é o seu alto custo. O mais barato custa algo como R$ 130 mil, um preço bem acima das condições da população. Mas a Gaia Eletric promete mudar esse cenário.

A startup brasileira anunciou nessa semana um projeto para lançar um carro elétrico nacional com preço ao redor dos R$ 60 mil, mais ou menos o mesmo valor do Chevrolet Onix Activ.

Prece bom demais para ser verdade? Vamos descobrir a seguir!

Como é o projeto da Gaia Eletric?

O Gaia Zero foi revelado pela startup brasileira durante o simpósio da Automative Business Experience 2019.

A ideia do carro é simples. Na verdade, ele é um triciclo, já que tem uma roda traseira única, com autonomia de carga na bateria para até 200 quilômetros.

Para se ter uma ideia, essa autonomia é o suficiente para dirigir de São Paulo até Campinas e voltar. Outra notícia boa relacionada à bateria é que, pelo custo de energia atual, o carro consumiria apenas R$ 8 para carregar uma carga completa.

Ou seja: se você andar todos os dias aproximadamente 6,5 quilômetros para ir ao trabalho e voltar, gastaria apenas 8 reais de “combustível” no mês com o Gaia Zero. Para carregar a bateria completamente serão necessárias 8 horas.

O que chama a atenção no veículo é o seu design. Ele é um carro bem futurista, com dois lugares apenas (um na frente e outro atrás), disposto sobre duas rodas na frente e uma atrás. Praticamente um triciclo, portanto. Por isso, seria necessário uma CNH A de motos para conduzir o veículo.

Ele também não apresenta rodas na sua carroceria, inspirado pelo Renault Twizy, que tem um design semelhante.

As lanternas do carro, são de LED e, por isso, consomem bem menos energia do que aquelas que usam outros tipos de lâmpadas.

Existem ainda outras duas funções bem interessantes no Gaia Zero.

A primeira é que ele foi feito para ser compartilhado, mais ou menos como nos moldes que o Uber quer criar. A ideia do Uber é que o carro fique “trabalhando” para o dono, levando passageiros de um ponto a outro. Para isso, o carro da Uber seria autônomo.

Já o Gaia Zero não é autônomo. Mas outras pessoas podem dirigí-lo. Para isso, será necessário um aplicativo no smartphone, já que o desbloqueio do carro é pelo app e não com uma chave física.

A chave digital para abrir o veículo pode ser compartilhada por e-mail ou WhatsApp, então mesmo que você fique sem bateria é só mandar o código para algum amigo no WhatsApp e usar o celular dele para desbloquear o carro.

Ainda na questão do compartilhamento, é possível definir um limite geográfico para outras pessoas usarem o veículo (como só a sua cidade, por exemplo) e tempo (só pode dirigir por 2 horas, por exemplo).

O outro ponto interessante é que o veículo seria capaz de fornecer energia elétrica para a sua casa em caso de necessidade. Por exemplo, imagine que você ficou sem energia em casa e precisa ligar um eletrodoméstico. Seria possível conectá-lo no Gaia Zero para usar a energia elétrica dele.

E dentro do capô do carro?

Além da autonomia e tempo de recarga da bateria serem interessantes, o carro surpreende um pouco debaixo do capô.

Claro que ninguém espera que o veículo seja super veloz, mas ele entrega 68 cavalos de potência e tem um desempenho de um carro 1.6.

Ele chega a 130 quilômetros por hora, o que é um valor considerável para a o escopo do projeto.

Por enquanto, não há ainda uma data para o início da fabricação do Gaia Zero, mas a pré-venda deve começar em breve pedindo um sinal de R$ 300. Ainda não há preço determinado pelo veículo, mas o CEO da empresa promete que ele custará até R$ 60 mil no máximo.

E aí, o que achou da possibilidade de um carro elétrico brasileiro barato? Acha que o veículo da Gaia Eletric é usável ou acredita que ele precisa melhorar um pouco ainda? Deixe sua opinião abaixo!

Compartilhe

DEIXE O SEU COMENTÁRIO