Harley-Davidson anuncia bicicletas elétricas para crianças

Que os carros elétricos são o presente e o futuro, a gente já sabe. Afinal, ninguém discute que eles dominarão o mercado de automóveis em breve. Mas… e as bicicletas elétricas? Elas também tomarão o mundo de assalto?

Pode ser que sim, pode ser que não, mas por via das dúvidas, a Harley-Davidson já se antecipou e anunciou uma linha nova de bicicletas elétricas para crianças.

Confira mais sobre esse produto de uma das marcas mais famosas de motos do planeta!

O que são as bicicletas elétricas da Harley-Davidson?

Em breve, a Harley-Davidson pretende lançar a sua primeira moto elétrica. A empresa se esforçou muito para manter o tradicional ronco do motor, sua marca registrada, ao mesmo tempo que faz a transição para o período de automóveis elétricos.

Agora, a empresa quer dar um passo além nesse mundo elétrico com o lançamento de bicicletas elétricas para crianças.

A Harley-Davidson anunciou que adquiriu a empresa StaCyc, especializa em desenvolver produtos de alto nível para crianças e adolescentes.

Será a StaCyc que produzirá as tais bicicletas, que serão vendidas pela Harley e levarão a marca da HD para as crianças.

A ideia da Harley-Davidson é criar uma nova geração de futuros motocicletas, incentivando-os a gostar do gênero com as bicicletas elétricas.

É, de certa forma, uma espécie de marketing para o futuro. As crianças andam com as bicicletas elétricas e, aos poucos, vão se acostumando e tomando gosto por um veículo de duas rodas que seja elétrico.

Assim, no futuro, essas crianças poderão crescer para terem uma Harley-Davidson na garagem. Pelo menos, essa é a esperança da empresa.

No momento, ainda não se tem nenhuma informação precisa das novas bicicletas elétricas da Harley-Davidson. Porém, podemos especular com base nas bicicletas da StaCyc.

As bikes da empresa variam de $649 dólares até $699 dólares dependendo do modelo. Isso significa, na média, algo como R$ 2.578 na cotação atual.

Uma das bicicletas da StaCyc, por exemplo, tem três modos de direção: o baixo/treinamento (que conduz a cerca de 8 quilômetros por hora), o médio/padrão (que anda a mais ou menos 11 quilômetros por hora) e o avançado (cuja velocidade é de 15 quilômetros por hora).

As bicicletas usam baterias industriais de lítio, com voltagem máxima de 20V, carregamento rápido e carga de 30 a 60 minutos de diversão, dependendo do terreno, habilidade do condutor e outros fatores.

As baterias levam de 30 a 60 minutos para carregar inteiramente e pesam quase 8 quilos.

Podemos presumir que as bicicletas da Harley-Davidson deverão seguir mais ou menos essa linha também, com um desempenho semelhante. Talvez a grande diferença seja ter o tradicional design da empresa.

Enquanto isso, a Harley-Davidson Livewire, a moto elétrica da empresa, já tem data para chegar às lojas: agosto de 2019, com um valor que gira ao redor dos R$ 115 mil na conversão direta.

A moto terá grande aceleração, indo de 0 a 100 quilômetros por hora em apenas 3 segundos (mesma aceleração da Ferrari F8 Tributo, por exemplo). Sua autonomia será de 225 quilômetros e ela conseguirá recarregar 80% da bateria em apenas 40 minutos.

Por enquanto, ela será vendida somente nos EUA, mas eventualmente poderá chegar ao Brasil.

E aí, o que achou da ideia das bicicletas elétricas da Harley-Davidson? Gostaria de comprar uma para seus filhos? Comente abaixo!

Compartilhe

DEIXE O SEU COMENTÁRIO