Hyundai anuncia nova válvula que promete mais desempenho

O caminho para o futuro parece passar pelos carros elétricos, mas isso não significa que não haja espaço para carros a combustão. Pelo menos é o que acredita a Hyundai.

A empresa sul-coreana anunciou nessa semana um novo tipo de válvula para seus motores, que ajuda a alcançar uma maior eficiência energética e de desempenho em ação.

Para saber como essa nova válvula funciona, siga a leitura deste artigo!

Como é a nova válvula da Hyundai?

Chamado de Continuously Variable Valve Duration (CVVD ou Válvula Continuamente Variável em Duração, em tradução livre), o novo sistema da Hyundai faz exatamente o que o nome indica: uma das válvulas fica aberta continuamente, escolhida de forma variável.

Durante a metade e o fim do seu curso de compressão, uma das válvulas de admissão do motor fica aberta para diminuir a resistência nessa fase.

O funcionamento técnico é complexo, claro, mas o que é importante entender é que o sistema permite ter mais eficiência energética e performance no veículo.

Segundo a Hyundai, um motor com o sistema CVVD terá 12% menos emissões de gás, 4% mais desempenho e 5% mais economia no geral.

Os dados não são maiores pois o sistema da nova válvula só pode ser usado quando o veículo está em velocidade constante, com o acelerador sendo usado apenas para manter o ritmo.

Se o motor for mais exigido, ou seja, se o acelerador for acionado para subir a velocidade, a válvula se fecha durante o período de compressão para que ela seja aproveitada ao máximo e o carro atinja a melhor performance possível.

Quando o novo sistema será usado?

De acordo com informações da Hyundai, o novo sistema CVVD será usado pela primeira vez no motor Gamma 1.6 T-GDi.

Esse motor, por sua vez, vai estrear no mercado no Novo Sonato 2020, carro que chegará entre o fim desse ano e começo do ano que vem ao mercado mundial.

O Sonata 2020 terá 180 cavalos de potência e um torque que andará ao redor de 26,8 kgfm.

Além disso, o motor ainda usará um sistema eletrônico de gerenciamento térmico para controlar sua temperatura, além de um sistema de recirculação de gases de escape para menos agressão ao meio ambiente.

Qual a perspectiva disso no futuro?

Por enquanto, a perspectiva desse novo sistema de válvulas é que seja um atrativo da Hyundai para os próximos anos e para os mercados que não banirem os carros a combustão.

O sistema não é eficaz o suficiente para diminuir drasticamente a emissão de gases. 12% é um bom valor, claro, mas não o suficiente para convencer os governos a “desbanirem” os carros a combustão.

Alguns territórios da Europa, como a Alemanha, Noruega, França e Reino Unido, já anunciaram que os carros a combustão estarão banidos na próxima década.

Portanto, o sistema não terá impacto em mudar esse tipo de visão e não afetará a ascensão dos carros elétricos.

Todavia, será uma boa alternativa para os territórios que ainda usam e usarão carros a combustão pelos próximos anos, especialmente porque ajudará a diminuir a emissão de gases nocivos, mesmo que um pouco.

E aí, o que achou da nova válvula da Hyundai? Deixe um comentário com a sua opinião abaixo!

Compartilhe

DEIXE O SEU COMENTÁRIO