Novo Chevrolet Equinox é flagrado no Brasil com camuflagem

Várias eram as especulações a cerca da vinda ou não do novo Chevrolet Equinox para o Brasil. Pois bem, a boa notícia é de que o modelo virá sim para o mercado brasileiro, pelo menos é o que confirma esse flagra do SUV feito em terras tupiniquins.

Não se trata de uma coincidência, pois o que um modelo recém-lançado nos Estados Unidos estaria fazendo em testes no Brasil? No flagra, o utilitário aparece camuflado, mas olhando com mais atenção, é possível identificar que se trata do novo Equinox.

O flagra do novo Chevrolet Equinox.
O flagra do novo Chevrolet Equinox. (Foto: Falando de Carro)

Dimensões do novo Chevrolet Equinox

O Chevrolet Equinox, atualmente em sua terceira geração, é produzido na mesma plataforma do linha do Cruze, conhecida como D2XX. Com 2,73 m de distância entre-eixos, 1,66 m de altura, 1,84 m de largura e 4,65 m de comprimento, o SUV é a versão GM do Buick Envision.

Leia também:

Chevrolet Cruze 2017 começa a ser vendido em junho a partir de R$ 70 mil

Chevrolet Cruze hatch 2017 será lançado no Salão de São Paulo

Além disso, o novo Chevrolet Equinox é menor do que a segunda geração do utilitário, que contava com 4,77 m de comprimento e 2,86 m de distância entre-eixos.

O Novo Chevrolet Equinox limpo é o mesmo do flagra.
O Novo Chevrolet Equinox limpo é o mesmo do flagra. (Foto: Divulgação)

Chegada ao Brasil

A expectativa é de o novo Equinox chegue ao Brasil no segundo semestre desse ano, o que seria tempo suficiente para que o SUV fosse homologado e até mesmo receber um preço mais acessível ao consumidor brasileiro. O Jeep Compass (fabricado no Brasil), futuro rival do modelo norte-americano, já está custando mais de R$ 100 mil, no entanto tem vendido mais de 2 mil unidades por mês.

Interior do novo Chevrolet Equinox.
Interior do novo Chevrolet Equinox. (Foto: Divulgação)

Importação

Inicialmente, o novo Chevrolet Equinox será importado do México, mas tudo pode mudar se os resultados forem bons. Com tantos modelos fortes na categoria e uma intensa disputa entre as montadoras, o consumidor é quem sai beneficiado.

Compartilhe

DEIXE O SEU COMENTÁRIO