Renault Captur nacional: preço, consumo, versões e itens de série

Após muita espera e expectativa, o Renault Captur nacional finalmente foi lançado. Disponível em duas versões de acabamento e motorização, o SUV francês chega para ocupar uma posição superior ao do Duster, modelo esse que é superado no nível dos itens de série e também no design.

Fabricado no Paraná, o Captur brasileiro faz uso da mesma plataforma do Renault Duster, o que lhe permite oferecer um porta-malas maior e um espaço interno de melhor nível. Vale ressaltar que o Captur europeu é desenvolvido sob a base do Clio.

O Renault Captur nacional era muito aguardado pelos consumidores e imprensa especializada.
O Renault Captur nacional era muito aguardado pelos consumidores e imprensa especializada. (Foto: Divulgação)

Visando atender o perfil do consumidor latino-americano, o Captur foi desenvolvido e produzido pela Renault Tecnologia Américas (RTA). Por isso, o SUV conta com arquitetura eletrônica, suspensões e carroceria totalmente exclusivos. Só em sua fase de testes pelo Brasil, o utilitário rodou cerca de 1 milhão de quilômetros.

Leia também:

Renault Logan 2017 recebe facelift e novo motor de três cilindros

Renault Sandero 2017 ganha facelift para se manter competitivo

Visual

O visual do Captur nacional foi desenvolvido para se destacar em qualquer situação, por isso, o novo SUV conta com rodas aro 17, lanternas traseiras em LED, opções de pintura em duas cores (um tom para a carroceria e outro para o teto) e faróis diurnos com LED.

Design do Renault Captur nacional foi desenvolvido para chamar a atenção por onde o SUV passar.
Design do Renault Captur nacional foi desenvolvido para chamar a atenção por onde o SUV passar. (Foto: Divulgação)

A carroceria por ser pintada de cinza, prata, vermelho, marfim, laranja, marrom, branco e preto. O teto conta com duas alternativas: o marfim e o preto. No geral, serão 13 combinações de tonalidades, onde 9 delas são “biton”. Internamente, o Renault Captur brasileiro conta opção de dois tons na versão top de linha.

Dimensões

São 2,67 m de distância entre-eixos, 1,62 m de altura, 1,81 m de largura e 4,33 m de comprimento. O ponto H (altura do quadril do motorista) é o maior da categoria com 708 mm, assim como os ângulos de entrada e saída (23 e 31 graus) que também ocupam o topo do segmento. O vão livre do solo é de 212 mm e o porta-malas acomoda até 437 litros.

O Renault Captur nacional se destaca por seu espaço interno.
O Renault Captur nacional se destaca por seu espaço interno. (Foto: Divulgação)

Motorização

O Renault Captur Zen conta com o motor 1.6l 16V SCe, propulsor esse que foi recém-lançado e gera 118 cv de potência com gasolina e 120 cv com etanol, além de 16,2 kgfm de torque, A transmissão é manual de cinco velocidades. Esse conjunto mecânico permite ao modelo fazer de 0 a 100 km/h em 11,9 segundos e aceleração máxima de 169 km/h.

No caso do Renault Captur Intense, o motor é o já conhecido 2.0l 16V de 143 cv de potência com gasolina e 148 cv com etanol e 20,2/20,9 kgfm de torque. A transmissão é automática de quatro velocidades, o que deixa o SUV francês em desvantagem, visto que o câmbio do rivais é normalmente do tipo CVT ou então automático de seis marchas. O 0 a 100 km/h é feito em 11,1 segundos e a velocidade máxima vai até os 179 km/h.

A briga será boa no segmento de SUVs com a chegada do Renault Captur nacional.
A briga será boa no segmento de SUVs com a chegada do Renault Captur nacional. (Foto: Divulgação)

Consumo do Renault Captur nacional

No propulsor 1.6l, o consumo é de 10,9 km/l na cidade e 11,3 km/l quando o SUV está utilizando gasolina. Se o etanol foi o combustível presente no tanque do Renault Captur, esses números vão para 7,6 km/l na zona urbana e 8 km/l na rodovia.

Com o motor 2.0 (câmbio automático de quatro marchas), o consumo é de 8,8 km/l na cidade e 10,8 km/l na estrada quando abastecido com gasolina. No caso do etanol, o Captur brasileiro faz 7,6 km/l na área urbana e 8 km/l na rodovia.

 

Segurança

Tanto a versão Zen quanto a Intense contam com uma boa quantidade de itens de segurança, tais como limitador de velocidade, piloto automático, chave presencial do tipo cartão, Isofix para a fixação de cadeirinhas de criança, controle de estabilidade com assistente de partida em rampas e quatro airbags.

Versões e Itens de Série

Renault Captur Zen 1.6l SCe 

Piloto automático com limitador e indicador de velocidade, retrovisores rebatíveis, luzes diurnas em LED, sistema de travamento automático das portas ao atingir 6 km/h (CAR), assento do motorista com ajuste de altura, comando de celular e áudio na coluna de direção (comando via satélite), chave-cartão hands free, alarme perimétrico, vidros elétricos, rodas aro 17 de liga leve, ar-condicionado, volante com ajuste de altura, direção eletro-hidráulica, sistema Isofix, freios ABS, assistente de partida em rampas, controle eletrônico de tração (ASR), controle eletrônico de estabilidade (ESP) e quatro airbags (laterais e frontais). A lista de opcionais conta com pintura em dois tons (R$ 1.400) e Media Nav + Câmera de ré (R$ 1.990).

Interior do Renault Captur nacional.
Interior do Renault Captur nacional. (Foto: Divulgação)

Renault Captur Intense 2.0 AT

Sensor crepuscular, farol de neblina com função Cornering Light, sensor de chuva, ar-condicionado automático, câmera de ré, Media Nav com tela de sete polegadas sensível ao toque, apoio de braço e rodas de liga leve aro 17 diamantadas.

Durante o lançamento oficial do Renault Captur nacional, a montadora informou que uma versão com motor 1.6l 16V e transmissão automática do tipo CVT estará disponível em no máximo três meses.

A garantia é de 100 mil quilômetros ou então 3 anos, tendo a opção de renovação por mais dois anos se o consumidor fizer a escolha pelo financiamento junto ao Banco Renault. As revisões contam com preço fechado e são realizadas a cada 1 ano ou 10.000 km.

Preço do Renault Captur nacional

Captur Zen 1.6 – R$ 78.900

Captur Intense 2.0 – R$ 88.490

Compartilhe

DEIXE O SEU COMENTÁRIO