Renault Duster 2017 é lançado com boas novidades mecânicas

Sem novidades visuais, o Renault Duster 2017 chega ao mercado para mais um ano de busca por bons resultados, já que o SUV não alcançou o sucesso que a montadora francesa esperava. Mirando em uma nova geração que deve chegar no próximo ano, a marca preferiu não mexer muito no utilitário, mas promoveu mudanças fundamentais para que o carro continue competitivo.

Novidades na ergonomia, direção com assistência eletro-hidráulica e motor mais econômico são algumas das novidades que equipam o novo Duster 2017. A ideia clara da Renault é a de posicionar melhor o seu utilitário na categoria de SUV’s, que atualmente é liderada por modelos como Honda HR-V, Ford Ecosport, Chevrolet Captiva, Hyundai Tucson, entre outros.

O Renault Duster 2017 chegou sem novidades visuais, mas abusou das boas notícias em sua parte mecânica.
O Renault Duster 2017 chegou sem novidades visuais, mas abusou das boas notícias em sua parte mecânica. (Foto: Divulgação)

Recuperação de Energia

Destrinchando melhor a respeito das novidades do Duster 2017, vale destacar a chegada do sistema ESM (Energy Smart System) que promove a recuperação de energia. Assim que o motorista remove o pé do acelerador, ou seja, durante a desaceleração do veículo, o motor continua girando sem utilizar combustível. É nessa hora que o alternador passa a recuperar energia de forma automática, a fim de enviá-la para a bateria (aumentando assim a carga da bateria sem a necessidade do consumo de combustível). Quando o condutor volta a acelerar o carro, o alternador não precisará mais “pegar” energia do motor para enviar à bateria, que já essa carga foi dada durante a desaceleração.

Economia de combustível será o ponto forte do Renault Duster 2017.
Economia de combustível será o ponto forte do Renault Duster 2017. (Foto: Divulgação)

Direção Eletro-hidráulica

Colaborando para uma melhor experiência em posse do volante, o Renault Duster 2017 ganha a inovadora direção eletro-hidráulica, o que garantirá manobras mais suaves, além de também contribuir com a redução de 2% do consumo de combustível, uma vez que a bomba de direção não será mais acionada pelo motor do carro, mas sim por um propulsor elétrico a parte.

Com a direção eletro-hidráulica, o Renault Duster 2017 está mais leve nas manobras.
Com a direção eletro-hidráulica, o Renault Duster 2017 está mais leve nas manobras. (Foto: Divulgação)

Motorização

O já conhecido motor 2.0L 16V também foi atualizado e já demonstrou que o trabalho foi bem feito, ao conquistar a nota A do INMETRO no quesito “Consumo”. A Renault informou que o novo Duster ficou cerca de 11,5% mais econômico. Isso tudo é resultado da redução do atrito interno, que faz parte do pacote de melhorias aplicado ao propulsor do SUV francês.

O motor 2.0 do Renault Duster 2017 foi bastante melhorado.
O motor 2.0 do Renault Duster 2017 foi bastante melhorado. (Foto: Divulgação)

Pneus verdes

Como tem sido padrão nas outras montadoras, as versões equipadas com o moto 2.0L passam a contar com “pneus verdes”, que possuem menor resistência ao rolamento e também contribuem na melhora da eficiência. O chamados “pneus verdes” aquecem menos e são mais leves, tudo por causa de alguns compostos especiais que são adicionados à mistura original de borracha e sílica. Vale lembrar que isso não compromete a durabilidade, aderência e segurança dos mesmos.

O condutor sentirá e muito a diferença ao dirigir o modelo anterior o novo Renault Duster 2017.
O condutor sentirá e muito a diferença ao dirigir o modelo anterior o novo Renault Duster 2017. (Foto: Divulgação)

Economia

Para quem pensa em ainda mais economia, o Renault Duster 2017 conta com o sistema EcoMode, função essa que é acionada por meio do botão localizado no console central. Com esse modo ativado, o motor tem seu torque e potência limitado, além de também reduzir a potência do ar condicionado. Tudo isso implicará na redução de 10% no consumo de combustível. Por fim, há ainda o recurso GSI (Gear Shift Indicator), que indica qual o melhor momento para aumentar ou reduzir as marchas.

A expectativa é de que o Renault Duster 2017 encoste ainda mais nos principais rivais.
A expectativa é de que o Renault Duster 2017 encoste ainda mais nos principais rivais. (Foto: Divulgação)

Ergonomia

Na ergonomia, o SUV da Renault teve o comando do controle dos retrovisores elétricos migrado para a porta do motorista, os vidros agora contam com a tecnologia “one-touch” e também são fechados de maneira global por meio da chave na versão Dynamique, para isso basta que o motorista dê dois cliques no controle remoto do carro, para que os vidros se elevem de forma automática.

Mais lançamentos da Renault

Preço Renault Duster 2017

Renault Duster 2017 Expression Manual 1.6 16V Hi-Flex – R$ 66.490 reais;

Renault Duster 2017 Dynamique Manual 1.6 16V Hi-Flex – R$ 72.580 reais;

Renault Duster 2017 Dynamique Automático 2.0 16V Hi-Flex – R$ 83.540 reais;

Renault Duster Dynamique 4×4 Plus 2.0 16V Hi-Flex – R$ 84.690 reais

Compartilhe

9 COMMENTS

  1. Economia de 11,5 % em um carro que faz 6 km litro na cidade significa menos que 7 km litro ainda, um valor baixíssimo comparando com um Kicks que faz 11 na cidade…Estas mudanças deveriam ser feitas no Duster 1.6 16V manual e colocar no mesmo também o câmbio CVT que aí ficava de bom tamanho. A Renault, depois que tirou o Clio, o Clio sedan, deu uma respirada com os primeiros Sanderos e depois acertou a mão com o Duster, mas ficou para trás logo, pois não se atualizou. Parece que a cúpula da empresa está precisando abrir o ôlho, senão acaba perdendo o bonde que está passando, e rapidinho.

  2. Tenho um Duster 2.0 2015 , faz 8 Km na cidade,(este é o normal), com as mudanças vai melhorar um pouco. Não há como comparar com kicks, que é 1.6 e valor de 90 mil . se Duster vim com CVT o valor vai subir com certeza. Tem que ser analisado assim: é a melhor opção para que quer um carro alto , espaçoso e confortável com preço razoável .

    • tenho um Tech Road 1.6 manual, faço 8 na cidade com trânsito ruim e 14 na estrada andando na média. Em termos de equipamento pode-se dizer que tem o necessário, Ar, direção hidràulica ( poderia passar a elétrica) computador de bordo, farol de neblina, farol máscara negra, protetor de carter, radio, entrada USB,Bluetooth, mapa, GPS, vidro elétrico nas 4 portas, retrovisor elétrico, acendedor, porta copos na frente e atrás, luz de leitura para caroneiro e no banco de trás, tapetes de borracha com carpet, soleiras nas portas, tapete concha de borracha no bagageiro, porta revistas , banco bipartido, estepe normal, aros de liga leve, bolsas nas portas, alças de segurança nas 4 portas, luz no bagageiro, luz no porta luvas, e as coisas de sempre como limpador dianteiro e traseiro com temporizador, tampa do capô com amortecedor , abertura remota do tanque de combustível e outras frescuras, inclusive a iluminação dos botóes das portas. Além de ser espaçoso, altamente estável em curvas, manutenção barata, seguro barato e preço bastante razoável, na época, 2014. Está com 45.000 km e pneus Continental Sport de baixo atrito estão ainda novíssimos, sem desgaste que mereça referência.

      • o que esperava: câmbio CVT ou automático de 6 marchas, comando variável de válvulas, injeção direta, turbo e mais o que fizeram, alternador regenerativo e direçâo eletrica ou mista.Seria então o carro ideal, pois espaço e visibilidade/dirigibilidade, altura do solo é ótimo

  3. As novidades que eu esperava seriam: 1.6/16v manual com seis marchas já que o motor tem fôlego para andar a 120kmh à 2800 rpm. Automático com seis marchas, já que o de 4 está mais que ultrapassado. Não vou conseguir trocar por nenhum dos dois.

  4. o motor 1.6 foi alterado também, ficou mais potente e mais econômico, antes o 1,6 rendia 115cv agora foi pra 120cv, buscaram da nissan, esse motor e melhoraram, o mesmo motor no suv da nissan rende 106cv se não estou enganado. Aliás os novos motores que chegaram na renault são todos da nissan, parceria nissan/renault, com muitas melhorias claro! a renault melhoru as marcas de todos os motores da nissan, lembrando que a nissan tem ótimos motores. só pra ter uma idéia, o novo sandero 1.0 12V aumentou 2 cv e faz 14km perímetro urbano. e o mais econômico da categoria.

  5. Tive a oportunidade de adquirir uma Duster com bom desconto mas infelizmente só vejo pessoas reclamando do câmbio 4 marchas,por esse motivo não vou comprar tenho medo dá revenda,pois pra mim vai dar confusão na HR de vender…

DEIXE O SEU COMENTÁRIO