Táxi autônomo da Tesla estará operacional em 2020

A Tesla não vem em um bom momento. Além das muitas polêmicas envolvendo o seu líder, Elon Musk, a empresa também tem sofrido com algumas notícias negativas.

Para tentar reverter a situação, porém, a Tesla anunciou uma novidade muito, muito legal: seu sistema de táxi autônomo estará em funcionamento no ano que vem.

Para saber mais sobre o assunto, siga a leitura!

O que é o sistema de táxi autônomo da Tesla

Em projeção feita com investidores no último dia 22 de abril, o executivo Elon Musk projetou que a rede de táxi autônomo da empresa estará em funcionamento em 2020.

A ideia do serviço é o seguinte: os motoristas que possuem um Tesla poderão habilitar seus carros para fazer parte da rede de táxi autônomo.

Na prática, quando não estiverem em uso, os veículos poderão “trabalhar” dirigindo sozinhos pela cidade, levando passageiros de um lugar ao outro, mais ou menos como um Uber ou Lyft, mas sem motorista.

Exatamente: os carros da Tesla dirigirão sozinhos, trabalhando de maneira autônomas como táxis.

O sistema de direção autônoma da Tesla não usaria lasers para locomoção, mas sim oito câmeras com uma visão 360º e um software que processa a imagem em tempo real para “entender” onde o carro está e como ele deve se mover.

Para os donos de Teslas que quiserem participar do negócio, existe uma recompensa financeira. Cada viagem feita pelos carros autônomos resultará em um valor que deverá ser pago pelos clientes. Igual você faz com o Uber ou 99: você paga R$ 10 para ir de um lugar a outro, por exemplo.

Nesse sentido, precisará pagar esse valor também, mas apenas no cartão de crédito, provavelmente.

A Tesla ficará com uma taxa que vai variar de 25 a 30% do valor cobrado dos clientes, enquanto os usuários ficarão com o restante.

Além de usar os carros das pessoas para alimentar essa rede de táxis autônomos, a Tesla também colocaria alguns carros próprios espalhados pelas cidades para fazer o trabalho.

Musk disse que a previsão é que em um ano ou um ano e três meses, no máximo, a empresa já terá pelo menos 1 milhão de táxis autônomos nas ruas.

Inicialmente, o projeto seria usado em áreas urbanas mais densas nos EUA, como a cidade de Nova York ou São Francisco.

A perspectiva é que o serviço também seja muito mais barato do que atualmente. De acordo com Musk, hoje em dia o quilômetro rodado em táxis e Ubers nos EUA varia de $1,25 dólar até $1,90 dólar. No serviço da Tesla, isso cairia para $0,11 centavos de dólar.

Segundo Musk, o grande problema para colocar o plano em prática atualmente não é nem os seus carros e nem o software para ele dirigir sozinho, mas sim a lei americana.

No Twitter, Musk disse que só falta alguns pequenos ajustes no software para isso ser possível, mas que o grande obstáculo atual é a aprovação dos órgãos regulatórios americanos, que precisam entender o sistema e avaliar sua segurança.

E aí, o que você achou da novidade dos táxis autônomos da Tesla? Comente abaixo com a sua opinião!

Compartilhe

DEIXE O SEU COMENTÁRIO