Vale mais a pena comprar um carro ou andar de táxi?

Com o advento de dezenas de aplicativos de compartilhamento de caronas, como o Uber, 99 ou Cabify, uma dúvida que atormenta muita gente, especialmente os mais jovens, é se vale mais a pena comprar um carro ou andar de táxi.

Para chegar a essa resposta, precisamos fazer um levantamento de gastos de cada uma dessas opções e tentar comparar para saber qual delas tem custo menor.

Vamos lá!

Levantando os gastos com carros e táxi

Para efeitos de comparação, vamos trabalhar com dois cenários: um onde a pessoa já tem um carro e outro onde ela ainda não tem e quer comprar.

Nos dois cenários, o consumo será o mesmo: 6 quilômetros por dia de uso.

Vamos lá!

Custos do carro

No primeiro cenário, onde a pessoa já tem o carro, temos de começar o nosso levantamento de custos com o valor da desvalorização do veículo.

A taxa média para cálculo de depreciação de um veículo é de 20% ao ano. Ou seja: se o seu carro custa R$ 24.383, a desvalorização em um ano atinge o seu patrimônio em R$ 4.876,60

O segundo gasto, claro, é o combustível. Para isso, precisamos saber o consumo do veículo. Vamos usar o Ford Ka 1.0 (que faz 13,4 quilômetros por litro de gasolina na cidade).

Para andar 6 quilômetros todos os dias, o veículo gasta cerca de 0,45 litro de gasolina.

No final do mês, são 13,43 litros e, no final do ano, 164,25 litros. Com o preço médio no país de R$ 4,54, são R$ 745,69 com gasolina por ano.

Em terceiro lugar, vamos considerar a manutenção. O Ford Ka é o carro mais barato em manutenção no país, gastando em média R$ 622,62 de manutenção durante um ano.

Por fim, o IPVA. Com base na média do ano passado, o IPVA do Ford Ka fica ao redor dos R$ 487,66.

No total, um ano rodando com o Ford Ka (já comprado) sai por R$ 6.732,57, uma média de R$ 561,05 por mês.

Se a gente ignorar o custo de depreciação (que é custo de patrimônio e não de fluxo de dinheiro), o custo anual do veículo é de R$ 1.929,36, com média de R$ 160,78 por mês.

Se você NÃO TEM um Ford Ka e precisa comprar um, esse custo seria aumentado pelo valor do veículo (na comparação, usamos R$ 24.383) e o custo dependeria da forma de pagamento (à vista, parcelado, etc).

E de táxi, como fica?

Para calcular o custo da mesma utilização (6 quilômetros por dia) em um táxi, fizemos o seguinte levantamento:

Inserimos uma distância de 6 quilômetros na cidade de São Paulo na ferramenta de estimativa de tarifa do Uber e de uma empresa de táxi. Os valores foram os seguintes:

  • Uber – 16 reais por dia, portanto R$ 5.840 por ano e média de R$ 487 por mês;
  • Táxi – R$ 16,40 por dia, portanto R$ 5.986 por ano e média de R$ 499 por mês.

E aí, vale mais a pena comprar um carro ou andar de táxi?

Como deu para ver, se considerarmos um carro popular como o Ford Ka (um dos mais baratos do Brasil em termos de preço, consumo e manutenção) e um táxi/Uber, é mais barato ir de táxi/Uber se usarmos 6 quilômetros por dia.

Mais do que isso, a balança começa a pender para o Ford Ka, que ganha no longo prazo. Isso, claro, se considerarmos o custo de depreciação do veículo (que deve ser levado em conta).

Ter um carro é uma vantagem pois, depois, é possível vendê-lo e recuperar parte do dinheiro. Porém, a depreciação é como um “aluguel” que se paga para circular com o veículo durante o tempo de uso, então deve ser levada em conta, apesar de não sair do seu bolso todos os meses. Outro fato interessante é que temos de comprar o veículo, com um investimento de mais de R$ 24 mil, o que também pesa na conta.

Porém, o uso do Uber/Táxi pode sair mais caro a medida que usamos mais o serviço.

A conclusão final é que, se for para andar muitos quilômetros por dia e manter o veículo no longo prazo, o carro é mais vantajoso. Mas se for para pequenas distâncias, é melhor pegar um táxi.

E aí, gostou do artigo? Para você, é mais vantajoso um carro ou um táxi?

Compartilhe

DEIXE O SEU COMENTÁRIO